AVISO SOBRE O CONTEÚDO DO BLOG

Todo o conteúdo aqui postado no blog deve ser estudado para que exista uma possível conclusão do leitor, por isso não deve ser levado como de todo verídico.
Com estudo e discernimento dos assuntos postados é que se chega a uma possível conclusão.
Minha missão com este blog é de levantar o véu e dispor de assuntos interessantes e questionáveis.

domingo, 5 de fevereiro de 2012

SETE DE ESPADAS




O SONHO

Uma jovem tenta desesperadamente escapar de uma saraivada de sete espadas que estão caindo do céu azul, mas a expressão resignada sugere que esta situação terrível não foi tão inesperada e talvez até tenha sido obra dela própria. Poderia ser o resultado das coisas duras que ela disse e fez pelas costas dos outros, ou mesmo a manifestação de um medo de errar e até de ser bem-sucedida. Age com movimentos incoerentes, atrapalhada pela própria negatividade e pelos enganos que cometeu e estão simbolizados pelas folhas negras que se fecham dos dois lados dela. A moça está tentando evitar que forças invisíveis a prejudiquem, mas parece que esse desejo de ter paz está além das suas forças; talvez a única saída seja trapacear e dissimular. Uma das mãos está enluvada e é impossível saber o que está escondido nela. Estranhamente, ela prefere se desviar das espadas com a mão sem luva, mantendo em reserva a mão protegida, com o que quer que seja que está ocultando. É um plano temerário, porque ela pode se dar mal se for ferida e não puder mais usar habilmente esse ardil.

O DESPERTAR

Para fugir da oposição que você está encontrando, precisa ser lógico e persistente e não recorrer a trapaças. Tem de enfrentar o fato de saber que os problemas são criados por nós mesmos e que você só pode parar de somar suas energias as forças de oposição identificados e eliminando os padrões negativos de comportamento muito repetidos.

O ENCANTAMENTO

Para se livrar dos padrões de comportamento que estão operando contra o que lhe é mais caro e contra o que deixa você mais satisfeito, primeiro é preciso aceitar que esses padrões existem de fato. Depois, é preciso perceber que quem os criou foi você mesmo, por isso pode destrui-los. Identifique-os com honestidade, sem críticas nem recriminações, depois escreva-os num papel. Durante sete dias, estude esse papel diariamente e faça um plano para eliminar esses padrões, cantando pausadamente as seguintes linhas: "Sopra, vento, sopra, sopra, manda-me um caminho puro: só assim vou conseguir chegar a ver meu futuro".

texto extraído do livro Tarô Encantado.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Grata pela visita, deixe o seu comentário, todas as opiniões construtivas são válidas.